Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Apenas Fluir

Um pouco sobre tudo e sobre nada. Apenas o que vai na alma.

#54

Novembro 15, 2021

 

Vens em meu socorro quando quero refugiar-me do mundo. Quando quero ouvir o som da música que faz bater mais forte o meu coração. Quando quero que deixes o meu corpo a flutuar. Tu permites-me que seja só eu naquele momento meu, a ouvir o que a minha alma quer. Tu proporcionas um momento de conexão, um momento de amor-próprio comigo mesma. Fazes com que as horas sejam passadas a ouvir vozes que não as minhas. Consegues dar-me momentos de descanso e prazer de mim mesma e do mundo. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

#49

Novembro 04, 2021

 

Amarrados ao passado, assim parecem muitos. Tristes, revoltados, impedidos de andar para a frente. Vivem em função das velhas crenças. Não sabem e até barram as atualizações do agora. Olham de lado para o desconhecido e permanecem na onda daquela que em tempos foi a verdade e acham-se donos da razão. O passado ficou lá trás, na bagagem da vida e o futuro espera ansiosamente a chegada do novo eu, sem as amarras, do lado da linha na estação. O futuro deseja que a vida no presente seja vivida sem as crenças limitadores do passado. Porque esses limites impediram de o futuro ser um lugar melhor. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

#48

Novembro 03, 2021

 

As luzes já começam a ser ligadas.  A noite está-se a aproximar. O dia a terminar. Num Outono gélido, lareiras e aquecimentos entram em ação. O ar frio dos dias deixa os corpos de seres humanos frios, gelados assim como o tempo. Não há sol, apenas um céu cinzento onde nuvens se aconchegam umas às outras. De vez enquanto lá vem a chuva, que molha quem estiver ao frio. A noite está cada vez mais mais a chegar. Já há uma escuridão a formar-se. Os dias estão pequenos de luz e cheios de escuridão. Mas em dias de céu limpo, lá estão as estrelas e a lua a indicar-nos o caminho. A luminosidade que deixa, tão natural como a água das serras, é capaz de fazer-nos abrandar o caminho para admirar como cada pedaço do mundo é essencial.

 

 

 

 

 

 

 

 

#47

Novembro 02, 2021

 

20210530_154422.jpg

// numa das praias da Póvoa de Varzim

 

As plantas são como as pessoas. Precisam de quem as ame, de quem as cuide. Precisam de amor. Só assim conseguiram florir e mostrar a real beleza dentro de si. E assim é com as pessoas. Precisamos de amor, de quem nos ame para mostrarmos a nossa melhor versão. E não precisamos necessariamente do amor do outro, basta apenas o nosso amor. O amor e o cuidado de mãos dadas deixam transparecer a perfeição única e a beleza inigualável de cada um. 

 

 

#45

Outubro 28, 2021

 

20211028_105725.jpg

// num dos meus momentos de journaling 

 

Perdida muitas vezes me encontro. Sem saber que direção tomar. Tanta coisa se passa na minha mente - uma barulhenta esta minha mente, não pára um segundo que seja. Sempre em movimento, o que acaba por me distrair e me faça perder o rumo. Estou muitas vezes à deriva. Mas reencontro-me novamente no caminho quando coloco tudo para o papel. Quando pego na caneta e no caderno e escrevo. Deixo que as mãos deslizem, que as palavras sejam escritas. Escrevo de uma mente barulhenta para um papel límpido tudo aquilo que me consome. Procuro silêncio dentro de mim, mas também a direção para continuar o caminho. E eis que a escrita me dá isso. 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub